uma outra folha

acho que não esperava ver-te tão repentinamente. por um momento pensei que estivesse a sonhar contigo, tal como fiz todos estes anos. lembras-te da estação de comboio? tremias à chuva, como agora. o vento soprava com força. ia-me embora, mas esperava voltar depressa. depois perdi-me, errando por caminhos estranhos. se tivesse esticado o meu braço ter-te-ia tocado e o tempo seria completo outra vez. mas alguma coisa impediu-me. gostava de poder dizer-te que voltei. mas alguma coisa impede-me. a viagem ainda não acabou. ainda não.

(in “Ulisses’ Gaze” de Theo Angelopoulos)

Anúncios

~ por Tiago Pinto em Março 20, 2009.

Uma resposta to “uma outra folha”

  1. Meu amigo distante, como vais??
    Blogs só não chegam. Convido-te para uma estadia aqui na cidade da luz branca e das lajes melancólicas.
    Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: